Elephant Tree, “Elephant Tree” (2016)

É ainda de alma cedida a um estado de profunda hipnose que vos escrevo esta review inteiramente dedicada ao novo e homónimo trabalho do quarteto londrino Elephant Tree lançado hoje mesmo via Magnetic Eye Records (nos formatos físicos de CD e LP). Munido de um tirânico e harmonioso Psych Doom que se agiganta em riffs poderosos, vociferantes e megalíticos, este ‘Elephant Tree’ tem o dom de nos absorver e perturbar. É instintivo responder ao seu reverberante rugido com um firme e oscilante movimento corporal que nos alavanca a consciência de encontro a domínios espirituais nunca antes pisados. Sintam a prazerosa fúria de uma guitarra que nos amotina com os seus riffs maciços, lentos e trovejantes, e vergasta com fecundantes e erosivos solos que nos serpenteiam e trespassam. Obscureçam o semblante na imponente presença de um baixo inquisidor que sussurra pulsantes, pesadas e torneadas linhas na nossa direcção. Deixem-se dominar pela prazerosa fúria de uma bateria fulgurante que se conduz com impressionante e estimulante orientação rítmica, e cabeceiem o sagrado êxtase ao som de vocais hipnóticos, translúcidos e fantasmagóricos que sobrevoam com ternura e elegância toda esta radiosa combustão. ‘Elephant Tree’ representa uma das mais impactantes surpresas de 2016. Sintam-se extraviar Cosmos adentro numa redentora detonação nutrida pelo intenso e melodioso som de Elephant Tree. De salientar ainda a sublime presença de um tema acústico, calmo e mélico que intervala e contrasta na perfeição com a restante ambiência de influência Dopesmoker’eana (dos titânicos Sleep) que nos envolve e desgasta a lucidez. Entreguem as rédeas da vossa alma a este ‘Elephant Tree’ e sejam testemunhas privadas de toda esta euforia sedada. Obedeçam a um dos melhores registos de Psych Doom dos últimos anos.

Facebook

Bandcamp

Magnetic Eye Records